Os 10 principais golpes contra turistas em Paris

Há sempre a controvérsia em não se parecer com um turista quando se viaja, já que eles são desajeitados, falastrões e barulhentos, atraindo para si toda a atenção. Outros acham isso uma bobagem e querem mais curtir sua viagem no melhor estilo turistão. Porém, em se tratando de segurança, há algo a se considerar em não querer mesmo se parecer com um turista.



Turistas são o alvo preferido dos golpistas pois frequentemente estão muito vulneráveis: eles não estão familiarizados com o local, estão sempre precisando de ajuda ou de alguma informação e tem uma tendência a confiar em estranhos, esquecendo de questionar o que estes lhes mostram ou lhes falam. Junte a isso tudo a barreira do idioma, a falsa sensação de segurança por se estar na Europa e a grande quantidade de dinheiro e cartões de crédito que geralmente levam consigo e pronto! Temos uma mina de ouro ambulante, confusa e ingênua pronta pra cair em algum golpe e ser assaltada!


E como isso é um baita estraga prazeres, podendo arruinar sua viagem, listamos abaixo os 10 golpes mais praticados não somente em Paris, mas na Europa de forma geral, para que você possa conhecê-los e evitar ser uma vítima.


01 - O bracelete da amizade

Um estranho se aproxima e lhe oferece um bracelete da amizade. Sem se importar com a sua resposta a pessoa tentará colocar o bracelete no seu braço e cobrar por ele. Esse golpe também é usado como distração, já que é aplicado em lugares movimentados e uma pequena multidão irá se formar ao seu redor, permitindo que os comparsas roubem dos seus bolsos e/ou mochilas.


02- O golpe do anel

Uma mulher vem andando na sua direção e próximo a você ela se abaixa para pegar um anel bem na sua frente e lhe pergunta se o anel não é seu. Quando você disser que não, ela irá inspecionar a “jóia” e dizer que se trata de um anel de ouro. Então, ela irá lhe oferecer para que você o compre por um valor muito mais alto. Ou então, ela poderá dizer que você tentou roubar-lhe o anel, criando um pequeno tumulto, para que, novamente, seus comparsas possam roubar dos seus bolsos e/ou mochilas.


03- Jogos de rua

Um homem em um canto movimentado da calçada apresenta um jogo do tipo esconder a bolinha sobre um dos três copos ou outro truque de mágica enquanto um grupo de comparsas disfarçados de turistas curiosos estão assistindo. Dessa forma, você se sentirá mais à vontade para parar e assistir ao show também. Enquanto você estiver ali distraído, os comparsas do seu lado irão visitar seus bolsos e/ou mochilas.


04- O fotógrafo simpático

Quando você estiver tirando fotos (especialmente casais tirando fotos individuais ou fazendo um malabarismo para fazer uma selfie), uma pessoa muito simpática e amigável irá se oferecer para tirar uma foto de vocês. Nesta situação, a melhor das hipóteses será ele cobrar por seus serviços de fotógrafo ou, a pior, ele fugir com sua câmera ou celular.


05- Furtos no metrô

Trens e metrôs lotados são os lugares preferidos dos batedores de carteira. Como as pessoas tem de ficar muito próximas umas das outras, fica muito fácil para eles visitar os bolsos e/ou mochilas dos turistas distraídos. Evite abrir bolsas e carteiras no metrô e quando ele estiver lotado, mantenha sua bolsa junto ao corpo e bem fechada.


06- O bilhete de metrô corta-fila

No metrô ou trem, enquanto estiver na fila para a bilheteria, ou mesmo se dirigindo para ela, uma pessoa que aparenta trabalhar no metrô irá lhe oferecer um bilhete por um preço mais alto, mas que será um “corta-fila”. Apesar de tentador, o bilhete é falso e você só perderá tempo e dinheiro. Somente compre bilhetes nas bilheterias ou lojas autorizadas, jamais de estranhos.


07- O vendedor de mapas


08- O aviso de alerta

Neste golpe os próprios ladrões fingem que são moradores prestativos e irão lhe avisar que eles acabaram de ver uma pessoa sendo roubada e lhe dizem para ter cuidado. Eles ficarão prestando atenção para ver você checar seus bolsos para garantir que sua carteira e celular estão com você e a partir dai, saberão exatamente onde lhe roubar algumas quadras à frente.


09- A câmera quebrada

Alguém na rua irá lhe pedir para tirar uma foto do seu grupo de amigos, mas a câmera que lhe entregarão não irá funcionar. Ao devolver a câmera defeituosa para o grupo, eles deixarão cair no chão “acidentalmente”e ela irá se quebrar. Nesse momento, o grupo inteiro irá lhe pedir dinheiro para o conserto da câmera ou assaltá-lo durante a comoção.


10- A petição para caridade

Em áreas turísticas você poderá cruzar com jovens meninas e também rapazes, quase sempre menores de idade, se fazendo passar por deficientes auditivos, que se aproximarão segurando uma prancheta pedindo para que você assine uma petição e dê uma contribuição. Apesar de darem a entender que estão angariando fundos para associações e fundações legítimas, esse é mais um golpe pega-turista! Eles querem apenas pegar o dinheiro que nunca será destinado às associações informadas na prancheta, mas usadas em organizações ilegais.


Para tantos golpes, uma maneira simples de evitá-los: ignore qualquer abordagem de estranhos na rua!


Atenção: todos os golpes listados acima, por mais inocentes que alguns possam parecer, são aplicados por quadrilhas especializadas, verdadeiras organizações ilegais e redes de exploração e tráfico de pessoas. Assim, em hipótese alguma tente bancar o mais esperto, pois eles nunca agem sozinhos. Seus comparsas estão sempre por perto, atentos a tudo!


Tenho certeza que com essas dicas você estará à prova de golpes e principalmente, sua viagem será livre de stress e de aborrecimentos por conta de imprevistos.


0 visualização