ok - Visita virtual aos museus parisienses

Já reparou que é só pintar uma viagem pra Europa pra gente querer visitar museu? Muitos dizem que é pra compensar a nossa falta de interesse nas aulas de História....

E todos nós sabemos que não basta caminhar pelas alas de um museu para se absorver a cultura, como que por osmose. E também não adianta parar de obra em obra e ler a plaquinha para voltar um expert. Ou seja, visitar um museu sem um preparo prévio do que ver pode ser uma experiência muito ruim.


Assim, uma boa notícia é que a tecnologia está aí pra nos ajudar! Está tendo início uma pequena revolução no mundo da arte com o lançamento do site parismuseecollections.paris.fr.


Como o próprio nome indica, a plataforma agrupa a maioria das coleções dos museus parisienses e as coloca à disposição do público. Especialistas, estudantes ou simples curiosos ávidos de cultura podem agora descobrir as obras preciosamente guardadas nas grandes instituições. Também será possível acessar arquivos inéditos por ordem cronológica e temática, como Paris nos anos 1900, a Revolução Francesa, etc, ou então descobrir uma obra de arte em seus detalhes.


Museus obsoletos? Com um site assim tão completo, permitindo ver obras quase nunca exibidas por causa de sua fragilidade, como selos e fotografias, os museus não estariam correndo o risco de ficarem desertos? De forma alguma! Afinal, deixamos de viajar só porque conseguimos "visitar" um local através do Google Earth? A ideia da plataforma é ser um complemento de uma visita e não substituir a experiência de se estar no museu.


Assim, visitas podem ser programadas com um conhecimento prévio do que será visto e isso sem contar na acessibilidade, pois muitas pessoas com mobilidade reduzida passarão a ter acesso a obras célebres, graças à tecnologia!


E além disso, em caso de fechamento temporário dos museus, como recentemente por causa da cheia do rio Sena, o site ainda estará lá totalmente acessível, permitindo visitar suas coleções.


E com tantas opções ao alcance de um clique, a única dificuldade vai ser escolher por onde começar.


Com amor,


Vera Jordão Paris pra Mim parispramim.com.br

Fonte: Time Out Paris


PS: este artigo faz parte da Newsletter Paris pra Mim. Se você gostou, inscreva-se para receber textos legais como este em primeira mão! Afinal, Paris cabe na sua caixa de entrada!

32 visualizações