ok - 5 fatos (curiosos) sobre o Rei Louis XIV


Há 300 anos morria o rei Louis XIV. Para celebrar a ocasião, estão sendo promovidos em Versailles eventos com concertos, festivais e a data foi até comemorada de forma criativa e inovadora através do twitter, em que o dia da morte do soberano foi "acompanhada" passo a passo através da rede, contando cada detalhe de seu ocaso pelas hashtags #LeRoiEstMort e #LouisXIV. Também foi criado um site leroiestmort.com para reunir todas as informações e eventos.


Louis XIV é um dos nossos soberanos franceses preferidos e depois de saber um pouco mais sobre ele vemos Versailles com outros olhos! Abaixo estão cinco fatos curiosos sobre o rei que marcou a história da França!


Um reinado interminável

Louis XIV reinou durante 72 anos. Ele foi um dos monarcas e chefes de Estado que reinou e governou durante mais tempo na Europa. Basta lembrar que naquela época viver 72 anos já era algo atípico, imagine reinar durante todo esse período!


O soberano das artes

Com Louis XIV todas as artes recebem destaque. Seu gosto é colocado na pintura, arquitetura, na música e principalmente na dança. O rei se transforma no patrono das artes. Ele organiza em Versailles festas e espetáculos e reúne uma importante coleção de objetos de arte e quadros (dentre eles, a Monalisa, que ornamentava seus aposentos). O palácio do Rei Sol é um verdadeiro modelo para toda a Europa.


Refeições copiosas

O rei é conhecido por ter um apetite voraz. Ele faz apenas 3 refeições por dia mas que compreendem seis serviços de seis ou oito pratos diferentes em cada uma. Sua pessoa real jamais dormia sem um prato colocado próximo à sua cama para satisfazer seu apetite noturno.


Um rei de higiene duvidosa

Se o Rei Sol é sempre representado em sua superioridade (bela aparência, altura imponenete, olhar determinado, vestimentas brilhantes...) ele não era reconhecido por sua higiene. A seu favor, os banhos não eram tão comuns e a higiene matinal consistia apenas de "passar um paninho". O rei tampouco escovava os dentes. Para refrescar o hálito real, ele utilizada pastilhas de canela que supostamente causavam esse efeito. E não pense que por causa disso o rei era tido como uma figura repugnante.... suas amantes, apesar de todo o sacrifício, eram muitas! Elas também utilizavam um lencinho perfumado para poder cobrir o nariz quando se aproximavam do Rei, para evitar qualquer inconveniente.


Inspiração insólita

Por mais surpreendente que possa parecer, o hino britânico nasceu do ânus de Louis XIV. O rei teve de se submeter a uma cirurgia para tratar uma fístula. Assim, as jovens senhoras de Saint-Cyr recitaram um poema para seu restabelecimento: "Grande Deus, salve o Rei, Grande Deus, proteja o Rei, Viva o Rei". Lully musicou a letra e, alguns anos mais tarde, Haendel se apropriou da canção antes de levá-la à Inglaterra e transformá-la no hino nacional britânico.



Fonte: Vivre Paris. clique aqui para ler o artigo original

832 visualizações