ok - Paris Off-Guide - Museus intimistas


Foto: lotsostock / Shutterstock


Próximo ao belo Parc Monceau, o Musée Nissim de Camondo é o maior exemplo da graciosa arte de viver de Paris. Uma vez que a casa do banqueiro Moïse de Camondo é um monumento à altura das artes decorativas francesas e europeias e permanece exatamente como era quando Camondo legou para a França, em honra ao seu filho, que foi morto na Primeira Guerra Mundial. Não bastasse esse drama familiar, na Segunda Guerra Mundial os demais membros são enviados a campos de concentração!


De forma semelhante, o Musée Cognacq-Jay está alojado num típico Hôtel Particulier (mansão) no Marais e já pertenceu aos fundadores da La Samaritaine, uma das primeiras lojas de departamentos de Paris. Repleto de arte e objetos importantes, o museu é um outro testamento da arte francesa de viver.


E não poderia faltar o delicioso Musée Carnavalet (foto), um museu inteiro dedicado à história de Paris. Cobre desde a pré-história, seguindo pelos séc. XVI e XVII e terminando no séc. XX. Possui um andar interior com material da Revolução Francesa, inclusive um cacho de cabelo de Maria Antonieta!


Musée Nissim de Camondo

63 rue de Monceau, 75008

Como chegar: Metrô linhas 2 e 3 , estação Villiers

site: www.lesartsdecoratifs.fr/francais/musees/musee-nissim-de-camondo/

fechado às segundas e terças


Musée Cognacq-Jay

8, rue Elzévir, 75003

Como chegar: Metrô linha 1, estação Saint-Paul

site: cognacq-jay.paris.fr

fechado às segundas


Musée Carnavalet

16 Rue des Francs Bourgeois, 75004

Como chegar: Metrô linha 1 , estação Saint-Paul

site: www.carnavalet.paris.fr

fechado às segundas


0 visualização