Paris é um banquete para a alma! Paris Off-Guide - Série de 2016

Paris é a cidade mais visitada do mundo e está sempre cheia de turistas. Visitar alguns dos principais monumentos pode ser uma tarefa árdua e muitos tem a sensação de estarem fazendo um turismo muito planejado, com poucas surpresas, como se os passeios de todos que vão a Paris fossem iguais....

Mas Paris vai muito além do circuito feito pelos grandes ônibus abertos! Há muito mais para ser ver e fazer e, além disso, muitas opções totalmente gratuitas!


Com os custos de viagem aumentando com frequência ultimamente, é bom saber que há ótimas opções de passeios em Paris completamente grátis. Visitantes curiosos que desejam sair um pouco dos lugares óbvios e lotados ficarão felizes em descobrir lugares menos frequentados mas tão atraentes e interessantes quanto os principais cartões postais e poderão investir os euros economizados em um jantar romântico ou em um presente de viagem que lhe dará a sensação de ter levado um pedaço de Paris pra casa!


Junte-se a nós nessa série de posts sobre lugares off-guides de Paris e desfrute dessa cidade infinita!


“A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,

Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.

Não importa que os compromissos, as obrigações estejam ali...

Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando!”

Mario Quintana


1- Musée d´Art Moderne e Petit Palais

Ofuscado pelo Centro Pompidou e Grand Palais, essas duas grandes instituições merecem uma visita, tanto por suas coleções de classe mundial e exposições especiais estelares. O Musée d'Art Moderne, museu irmão do avant-garde Palais de Tokyo, traça a trajetória das artes visuais européias dos séculos 19 e 20. Exposições especiais, como mostras recentes sobre Linder, Keith Haring e Sonia Delaunay, cobram uma pequena taxa de entrada.


O recém-restaurado Petit Palais, um edifício espetacular projetado para a Feira Mundial de 1900, exibe obras de arte decorativas do início do século 20, murais e mosaicos. Seu charmoso café do jardim interior circular é um dos segredos mais bem guardados de Paris para o almoço ou para a hora do chá. Exposições recentes, sobre as artes e artistas decorativos incluem Baccarat, a Lenda de Cristal, e Carl Larsson, o pintor mais amados da Suécia.


Musée d´Art Moderne

11 Avenue du Président Wilson, 75016

Coomo chegar: Metrô Linha 9 - Estação Alma-Marceau


Petit Palais

Avenue Winston Churchill, 75008

Como chegar: Metrô Linha 1 - Estação Champs-Élysées-Clemenceau

2- Museus intimistas

Próximo ao belo Parc Monceau, o Musée Nissim de Camondo é o maior exemplo da graciosa arte de viver de Paris. Uma vez que a casa do banqueiro Moïse de Camondo é um monumento à altura das artes decorativas francesas e europeias e permanece exatamente como era quando Camondo legou para a França, em honra ao seu filho, que foi morto na Primeira Guerra Mundial. Não bastasse esse drama familiar, na Segunda Guerra Mundial os demais membros são enviados a campos de concentração!


De forma semelhante, o Musée Cognacq-Jay está alojado num típico Hôtel Particulier (mansão) no Marais e já pertenceu aos fundadores da La Samaritaine, uma das primeiras lojas de departamentos de Paris. Repleto de arte e objetos importantes, o museu é um outro testamento da arte francesa de viver.


E não poderia faltar o delicioso Musée Carnavalet (foto), um museu inteiro dedicado à história de Paris. Cobre desde a pré-história, seguindo pelos séc. XVI e XVII e terminando no séc. XX. Possui um andar interior com material da Revolução Francesa, inclusive um cacho de cabelo de Maria Antonieta!


Musée Nissim de Camondo

63 rue de Monceau, 75008

Como chegar: Metrô linhas 2 e 3 , estação Villiers

site: Les Arts de Coratifs


Musée Cognacq-Jay

8, rue Elzévir, 75003

Como chegar: Metrô linha 1, estação Saint-Paul

site: Cognacq-Jay


Musée Carnavalet

16 Rue des Francs Bourgeois, 75004

Como chegar: Metrô linha 1 , estação Saint-Paul 

site: Carnavalet

3- Père Lachaise

O derradeiro lugar de descanso para ilustres parisienses, o lendário Père Lachaise é o maior cemitério de Paris e um dos locais mais pitorescos da cidade para um passeio, especialmente durante o Toussaints (Dia de Todos os Santos), em 1 de novembro, quando os parisienses deixam flores para seus entes saudosos.


Situado numa colina íngreme no 20º arrondissement, os caminhos sinuosos de paralelepípedos e avenidas sombrias estão alinhadas com as sepulturas que variam de simples lajes para mausoléus esculpidos e ricamente ornamentados, grandes o suficiente para abrigar um altar, vitrais, e toda sorte de imagens esculpidas.


Balzac, Colette, Proust, Oscar Wilde, Edith Piaf, Chopin, Sarah Bernhardt, Isadora Duncan, Gertrude Stein, e Jim Morrison são apenas alguns dos notáveis aqui em repouso permanente.


O Cemitério Père Lachaise nem é tão off guide assim, porém muitos evitam visitá-lo pois acham que passear num cemitério é, no mínimo, uma ideia macabra.... mas se pensarmos bem é uma ótima oportunidade para fazer uma 'visita atemporal' a figuras históricas e emblemáticas, caminhar tranquilamente e ter um momento de introspecção e silêncio, refletindo sobre a própria vida e efemeridade.


Na entrada, não deixe de pegar o mapa!


Le Père Lachaise

8 bd de Ménilmontant, 75020

Como chegar: Metrô Linha 3, estação Gambetta

4- Igrejas Históricas

Viajar é visitar igreja e andar de metrô, como resume Ricardo Freire do blog Viaje na Viagem. E em Paris, que conta com uma história sacra muito rica, as principais igrejas, basílicas e catedrais são parada obrigatória dos turistas e viajantes. Poucos vão Paris sem visitar a Cathédrale de Notre Dame, seja por causa de suas belas capelas e vitrais sublimes. No entanto, existem vários outras igrejas imperdíveis, testemunhas de muita história em Paris.


Uma das igrejas mais antigas de Paris, a medieval Église St-Germain-des-Prés foi palco da coroação do rei Pepino, o Breve (pai de Carlos Magno, que assistia à coroação) pelo papa Estevão e durante a Revolução tornou-se depósito de salitre. 


A Église St-Sulpice, a segunda maior de Paris, abriga em seu interior um sistema de determinação astronômica dos equinócios e ficou conhecida pela menção na obra "O Código da Vinci", de Dan Brown. Devido a esse uso científico da igreja é que ela foi poupada de ser destruída durante a Revolução (sempre ela!).


A Église Saint-Eustache é considerada como a mais bela de Paris e sua construção levou cerca de 100 anos. Ali estão enterrados Molière,  a mãe de Mozart e Mme. Pompadour, amante do rei Louis XIV. Também foi o local de batismo do Cardeal Richelieu.


E que tal visitar a igreja que tem o órgão mais antigo de Paris e foi o local de sepultamento do coração do rei Louis XIV? A Église Saint-Paul-Saint-Louis, no Marais, foi um templo jesuíta e sua cúpula inspirou a igreja do Dôme e da Sorbonne. Possui uma das principais obras de Delacroix - Cristo no jardim das oliveiras.


Paris exala histórias milenares e as igrejas são as testemunhas silenciosas desses feitos. Aproveite para acender uma vela, fazer suas orações e agradecimentos e se deixar envolver pela aura de respeito e reverência que elas evocam.


Abbaye St-Germain-des-Prés

3 place Saint-Germain-des-Prés, 75006

Como chegar: Metrô Linha 4, estação Saint-Germain-des-Prés


Église St-Sulpice

2, rue Palatine, 75006

Como chegar: Metrô Linha 4, estação Saint-Sulpice ou Metrô Linha 10, estação Mabillon


Église Saint-Eustache

2 impasse Saint-Eustache, 75001

Como chegar: Metrô Linha 4, estação Les Halles


Église Saint-Paul-Saint-Louis

99 rue Saint-Antoine, 75004

Como chegar: Metrô Linha 1, estação Saint-Paul

5- Cursos de Culinária

Cozinhar é uma atividade terapêutica maravilhosa! E se essa "terapia" for durante uma viagem a Paris, com os melhores chefes e produtos, aí se torna um evento inesquecível! 


Tudo que você precisa é curiosidade e um senso de aventura para se beneficiar de uma gama tentadora de cursos de culinária gratuitos (isso mesmo, grautitos!) oferecidos pela Fédération Française de Cuisine. A FFC foi fundada em 2007 para promover a cozinha francesa como uma atividade de lazer saudável e prazerosa acessível a todos, não importando o nível de especialização.


O melhor de tudo, os cursos são oferecidos em vários mercados e feiras nos arredores de Paris, então temos o prazer de experimentar um ritual profundamente francês em primeira mão! 


Embora as aulas sejam em francês, qualquer pessoa pode se inscrever e acompanhar para uma agradável e edificante hora de aula  com temas como 100% Chocolate, Celebre a Páscoa, e Legumes frescos.


Que tal voltar da sua viagem a Paris sabendo preparar um prato tipicamente francês e presentear seus amigos e reviver sua viagem a cada preparação?!

6- Degustação de Vinhos

Danuza Leão diz que em uma viagem, para podermos realmente sentir o local onde estamos, devemos comer e beber de tudo. E essa tarefa se torna especialmente fácil e prazerosa em Paris, onde a oferta de bons pratos e excelentes vinhos é praticamente infinita!


Assim, aproveite sua viagem para fazer um curso de degustação de vinhos! Além de saborear verdadeiras obras-primas, é um momento de descontração e prazer que nunca serão esquecidos. E sabia que há muitas caves que oferecem degustações grautitas! Enófilos e curiosos amantes do vinho poderão fazer pequenas degustações (provas) gratuitas em algumas das lojas de vinho de destaque de Paris.


Porém, junto com uma série de cursos de vinhos em Inglês (consulte o site para horários e preços), La Dernière Goutte , em Saint-Germain, oferece degustações de vinhos gratuitos às sextas-feiras às 5:00 da tarde (com queijos incluídos) e no sábado durante todo o dia (com os produtores) a partir de 11:00.


Agora, se você tiver a sorte de estar em Paris durante uma das famosas degustações da Caves Augé, aproveite! Essa loja movimentada, conhecida como a segunda cave mais antiga de Paris, abre seus barris para degustações mensais com os viticultores das regiões vinícolas mais importantes da França: Vale do Rhone, Savoie, Jura, e Alsace, Loire e Beaujolais. O melhor de tudo, Augé também oferece duas esplêndidass degustações anuais de champagne!


Simplesmente imperdível! Vino veritas!


La Dernière Goutte

6 rue Bourbon le Château, 75006

Como chegar: Metrô Linha 4, estação Saint-Germain-des-Prés

Site: La Dernière Goutte


Caves Augé

116 Boulevard Haussmann, 75008

Como chegar: Metrô Linha 9, Estação Saint-Augustin

Site: Caves Augé

7- Le Centquatre

Este edifício do século XVIII em La Villette ficou abandonado a partir dos anos 60, quando ele deixou de funcionar como o necrotério da cidade, até 2008, quando foi inaugurado como um espaço de arte depois de cinco anos de reformas de renovação.


Le Centquatre está agora entre os principais locais de arte contemporânea da Europa, com uma lista internacional de artistas permanentes e exposições e performances abrangendo todas as formas de arte: artes visuais, dança, música, teatro, cinema e vídeo arte.


DJs convidados e concertos ao vivo agitam as noites de fim de semana, e durante o dia os parisienses de todas as esferas sociais se reúnem para desfrutar do centro gourmet com seu café, restaurante, pizza truck e épicerie. Os shoppers adoram a loja vintagem Emmaüs, cuja renda é destinada à caridade, e a excelente livraria da Centquatre . La Maison des Petits tem atividades para crianças desde o nascimento até os cinco anos de idade.


Um programa cultural para agradar aos mais variados gostos!


Le Centquatre

5 Rue Curial, 75019

Como chegar: Metrô Linha 7, estação Riquet

Site: www.104.fr

8- Cinema ao ar livre

Paris é uma cidade multicultural e oferece opções para todos os gostos e bolsos. E já que a proposta desta série Off-Guide é dar opções fora do convencional para sua viagem, porque não aproveitar para assistir um filme ao ar livre? E nem se preocupe caso não domine o idioma! Curta um programa típico do verão parisiense e aproveite pra tomar um bom vinho e saborear o momento!


Assim, agarre seu cobertor e cesta de piquenique e rume para o Parc de la Villette, o maior parque de Paris, onde o festival Cinéma en Plein Air oferece uma série de filmes excelentes em julho e agosto.


No final de julho a meados de agosto, o Forum des Images de Paris oferece o Cinéma au Clair de Lune com os clássicos franceses selecionados em parques públicos em toda Paris, do alto de Montmartre à Place des Vosges (foto).


Você também pode se juntar aos parisienses e seguir para La Peniche Cinéma, situado em um barco no Canal de l'Ourcq no Parc de la Villette, que oferece uma série durante todo o ano de filmes e concertos todas as sextas e sábados, gratuitamente! 


É por essas e outras que dizemos que Paris é um banquete para a alma!

9- Bares com aperitivos for free!

Com ótima comida disponível para qualquer orçamento, é provável que você não passe fome em Paris. Porém, caso deseje alguns aperitivos para acompanhar seu coquetel, cerveja ou vinho, nesses bares simpáticos, desde que as bebidas estejam sendo consumidas, a comida no bar é por conta da casa! 


Com atmosfera festiva e impressionante carta de cervejas, os coquetéis (com bons preços) no Le Bouillon Belge são acompanhados por mexilhões e batatas fritas.


No Café Tribal, deleite-se com a atmosfera exótica el na sexta-feira ou sábado à noite você vai ser tratado com cuscuz cortesia com as suas bebidas. Quartas e quintas são as noites dos mexilhões fritos gratuitos.  


Às quintas-feiras, após às 20:30, Les Trois Frères serve pratos de cuscuz cortesia com merguez (salsicha de cordeiro) no bar. Le Penty, ao virar da esquina da famosa Place d'Aligre, atrai uma multidão divertida para o seu (grátis) Kemia e uma variedade de aperitivos orientais.


Lembre-se: em uma viagem, coma e beba de tudo! Só assim você sentirá realmente o lugar onde está. Aventure-se por caminhos pouco conhecidos da maioria e preencha sua viagem de aventuras e histórias únicas! 


Le Bouillon Belge

6 Rue Planchat, 75020

Como chegar: Metrô Linha 2, estação Avron

Site: www.lebouillonbelge.fr


Café Tribal

3 Cour des Petites Écuries, 75010

Como chegar: Metrô linha 4, estação Château d´Eau


Les Trois Frères

14 Rue Léon, 75018

Como chegar: Metrô linha 4, estação Château Rouge


Le Penty

11 Rue de Cotte, 75012

Como chegar: Metrô linha 8, estação Ledru-Rollin

10 - Concertos Gratuitos

A música é a linguagem universal e as igrejas históricas de Paris oferecem durante todo o ano um programa maravilhoso de concertos... isso significa que é possível apreciar arquitetura, história e música clássica em um só pacote! (Paris nunca deixa de nos surpreender!)


Há muitos concertos de música clássica pagos, mas há também concertos em abundância sem custo algum, começando com a American Church in Paris, que em cada domingo à noite oferece uma série de concertos gratuitos desde a década de 1930.


Na catedral de Notre Dame há um programa de cantos gregorianos, música de órgão, e outros concertos oferecido durante todo o ano, juntamente com uma agenda de concertos de música clássica pagos. A Église de la Madeleine também oferece uma série mista de apresentações gratuitas e pagas.


Outras igrejas onde a música flui de graça: Église de la Trinité, perto da Gare Saint-Lazare, Église Saint-Eustache em Les Halles; a encantadora Église Saint-Roch perto do Palais Royal e a Église Protestante Réformée de l'Oratoire du Louvre.


E pelo pequeno preço de entrada para o parque no verão (€ 5), o adorável Parc Floral de Paris, no Bois de Vincennes, tem um programa excelente de jazz e concertos de música clássica en plein air.


Aproveite sua viagem a Paris e sai do lugar comum! Opções é que não faltam!


American Church in Paris

65 Quai d'Orsay, 75007

Como chegar: Metrô Linhas 8 e 13, Estação Invalides / RER C

Site: www.acparis.org


Cathédrale de Notre Dame

6 Parvis Notre-Dame, 75004

Como chegar: Metrô Linha 1, Estação Cité

Site: www.notredamedeparis.fr


Église de la Madeleine

Place de la Madeleine, 75008

Como chegar: Metrô Linhas 1, 8 ou 12, estação Concorde

Site: www.eglise-lamadeleine.com


Église de la Trinité

Place d'Estienne d'Orves, 75009

Como chegar: Metrô Linhas 3, 12, 13 ou 14, estação Saint-Lazare

Site: latriniteparis.com


Église Saint-Eustache

2 Impasse Saint-Eustache, 75001

Como chegar: Metrô Linha 4, Les Halles

Site: www.saint-eustache.org


Église Saint-Roch

296 Rue Saint Honoré, 75001

Como chegar: Metrô Linha 1, Tuileries

Site: www.paroissesaintroch.fr


Église Protestante Réformée de l´Oratoire du Louvre

145 Rue Saint Honoré, 75001

Como chegar: Metrô Linha 1, estação Louvre-Rivoli

Site: oratoiredulouvre.fr


Parc Floral de Paris

Route de la Pyramide, 75012

Como chegar: Metrô Linha 1, Château de Vincennes

Site: www.parcfloraldeparis.com

11 - Caminhada pelo Canal Saint-Martin

Eis aqui o verdadeiro passeio do parisiense: sentar-se à beira do Canal Saint-Martin, já que as magens do Louvre ficam cheias dos turistas. Mas nada impede que os turistas mais descolados venham para esse canal, desfrutar de tudo o que é oferecido ali.


Passear sob os plátanos e sobre as pontes que cruzam o pitoresco Canal St-Martin é um verdadeiro prazer em Paris. Não há roteiro definitivo aqui, mas você vai querer cobrir os cais de ambos os lados do canal, onde pode desfrutar de um piquenique ou um jantar em um café ao lado do canal.


Outras ruas para não perder: no lado oeste do canal a fervilhante rue des Vinaigriers é o must go! Cafés chiques, padarias; rue Beaurepaire, rue Marseille, e rue de Lancry para lojas fabulosas; e rue Lucien Sampaix para uma mistura de ambos. No lado leste do canal, tome rue de la Grange para conhecer uma encantadora pequena capela, que fez parte do Hôpital Saint-Louis, fundada por Henry IV, em 1607 (um dos hospitais mais antigos de Paris) e um lugar lindo para um passeio.


Canal Saint-Martin

Como chegar: Metrô Linha 8, estação République. (Descer na estação République e seguir pela rue du Faubourg du Temple até o Quai de Valmy)

12 - Exercícios às margens do Sena

Quem disse que viagem é só pra atividades culturais e gastronômicas? Os mais atléticos podem levar seus tênis na mala e fazer seu treino às margens do Sena!


Ao longo do lado sul do rio, estendendo-se desde o Musée d'Orsay até a Pont de l'Alma, as renovadas margens do Sena (Berges de Seine) oferecem uma infinidade de atividades gratuitas para todas as idades. Um ótimo lugar para passear, correr ou andar de bicicleta, tendo como cenário o rio e os monumentos ao redor.


Juntamente com os seus jardins e calçadas, cafés, jogos e espaços de performance, les Berges oferece uma série contínua de aulas de ginástica ao ar livre com professores, incluindo corrida, salto de corda, yoga, caminhada nórdica, esqui, boxe e até mesmo sessões de treinamento pessoal gratuitos para motivar até os mais sedentários. No verão, há também concertos gratuitos e filmes ao ar livre.


Um site completo (em Inglês) dá todos os detalhes deste espaço maravilhoso.

Dica: aulas gratuitas Qi Gong são oferecidas todos os dias às 09:00 no majestoso Parque Buttes Chaumont ao lado do café Rosa Bonheur na Esplanada de l'Avenue de la Cascade.

13 - Jardins e Parques

Uma visita a Paris não é completa sem um passeio em um dos gloriosos parques da cidade. O mais parisiense das opções, o Jardin du Luxembourg, dispõe de jardins exuberantes e árvores, um lago pitoresco (onde as crianças francesas brincam com seus barcos), quadras de tênis, um apiário e pomares, uma enorme área de recreação para crianças de todas as idades, um teatro de bonecos, o carrossel mais antigo de Paris e muito mais (até uma réplica em tamanho reduzido da estátuta da Liberdade!). Foi cenário de muitos livros célebres, como Os Três Mosqueteiros e Os Miseráveis


No 5º arrondissement de Paris, o Jardin des Plantes é o principal jardim botânico da França, com plantas exóticas e medicinais de todo o mundo. Junto com seus encantadores caminhos sombreados e milhas de canteiros, o parque  contém o zoológico mais antigo do mundo, estufas históricas, o Museu de Paleontologia, e o incomparável Musée de l'Histoire Naturelle.


Dica: Atrás do parque, a majestosa Grande Mosquée de Paris é um ótimo lugar para um chá de menta e doces deliciosos. Na porta ao lado, o terraço do Institut du Monde Arabe oferece vistas deslumbrantes de Paris.


E claro que não poderia faltar o maravilhoso e belíssimo Jardin des Tuileries! Projetados no séc. XIV por André Le Nôtre, jardineiro real, fazia parte do Palácio des Tuileries, destruído posteriormente por um incêndio. Esse palácio foi a última morada de Maria Antonieta e Louis XVI, antes de serem presos e decapitados. O jardim possui etilo neoclássico, com canteiros, estátuas, lagos, quiosques, cadeiras para o descanso. Um verdadeiro museu a céu aberto!


Jardin du Luxembourg

Boulevard Saint-Michel, 75006

Como chegar: Metrô Linha 4, estações Odéon e Saint-Germain-des-Prés ou Linha 10, estação Mabillon

Site: www.senat.fr/visite/jardin/index.html


Jardin des Plantes

57 Rue Cuvier, 75005

Como chegar: Metrô Linhas 5 e 10, estação Gare d´Austerlitz


Grande Mosquée de Paris

2bis Place du Puits de l'Ermite, 75005

Como chegar: MEtrô Linha 7, estação Monge

Site: www.mosqueedeparis.net


Institut du Monde Arabe

1 Rue des Fossés Saint-Bernard, 75005

Como chegar: Metrô Linha 7, estação Jussieu

Site: www.imarabe.org


Jardin des Tuileries

113 Rue de Rivoli, 75001

Como chegar: Metrô: Linha 1, estação Tuileries

Site: equipement.paris.fr/jardin-des-tuileries-1795

14 - Vinhedos de Paris

A Fête des Vendanges de Montmartre ocorre todo mês de outubro, no alto de Montmartre. É uma das melhores festas do ano (com festas de todos os tipos e, claro, uma degustação de cuvée) para celebrar a colheita da uva no Clos Montmartre. Mas, independentemente da época do ano, você pode apreciar a vista do mais antigo vinhedo de Paris com um passeio na rue des Saules.


Escondido no vertiginoso Parc de Belleville, você encontrará vistas deslumbrantes sobre a cidade, juntamente com um vinhedo de Pinot Meunier e Chardonnay, plantado em 1992 em uma bela faixa de parque com terraço. Embora os dias de Belleville como produtor date o século 13, a produção de vinho diminuiu em 1900. Agora, os vignerons produzemr um rosé seco daa colheita de Belleville que pode ser encontrado em algumas das lojas de vinho bairro.

15 - Promenade Plantée

Para concluir a série Paris Off-Guide, temos hoje uma inspiração que veio de Nova York e transformou esta passarela elevada três andares e 4,5 quilômetros que se estende da Place de la Bastille ao Bois de Vincennes. Criada em 1988, ao longo de um viaduto em arco gracioso cujas arcadas agora abrigam galerias de arte e estúdios de artesanato dos Viaduc des Arts, exuberantes jardins e árvores cobertas de vegetação, a Promenade Plantée nos permite uma observação de uma parte arquitetonicamente rica da cidade.


Um paraíso para corredores, o local é o lugar favorito para caminhadas tranquilas e despreocupadas.


Promenade Plantée

Quinze-Vingts, 75012

Como chegar: Metrô Linhas 6 e 8, estação Daumesnil

#offguides #pariscultural #parisfree

#arrd001 #arrd002 #arrd003 #arrd004 #arrd005 #arrd006 #arrd007 #arrd008 #arrd009 #arrd010 #arrd012 #arrd016 #arrd018 #arrd020