E a greve dos transportes em Paris, enfim, acabou. Será?

No dia 05/12/2019 teve início a greve geral dos transportes na França, a qual se anunciava como uma das maiores dos últimos anos, sem data prevista para término.


Muitos acharam que era exagero, que a greve poderia durar, sim, alguns dias, talvez o fim de semana, mas que logo o funcionamento dos transportes voltaria ao normal, afinal, não seria possível parar o país por tanto tempo, ainda mais durante o período das festas de fim de ano. Ah, que ingenuidade a nossa.


A greve contra a reforma da previdência teve uma duração de cerca de 45 dias e entrou para a história da França como a mais longa das últimas décadas e as empresas de transporte RATP e SNCF tiveram juntas um prejuízo de cerca de um bilhão de euros.


Com a greve, Paris teve seu cotidiano profundamente afetado. Das 14 linhas de metrô somente duas, que são automatizadas, continuaram funcionando normalmente. Todas as demais tiveram o seu funcionamento reduzido para os horários de pico na manhã e no final do dia, mesmo assim com uma redução de 75% dos trens, ou foram interrompidas totalmente. Assim, alternativas de transporte tiveram que ser utilizadas, como bicicletas, patinetes e o bom e velho caminhar. Sim, muitos trabalhadores iam e voltavam dos seus trabalhos a pé, caminhando por dia mais de 10 quilômetros!


Para os viajantes que estiveram em Paris nesse período, a repercussão foi bem dividida: alguns não tiveram seus trajetos afetados e tampouco se importaram em pagar (bem) mais caro pelo táxi ou uber. Outros, entretanto, se decepcionaram ao encontrar museus e outros locais fechados por causa de alguma manifestação e também não gostaram de ter de andar muito mais do que o previsto.



Fonte: ZigZag


Apesar do fim da greve e da aparente volta à normalidade ainda há casos de manifestações que paralisam os transportes e fecham atrações turísticas, como a dos bombeiros que aconteceu no dia 28/01.


Enquanto isso, nós da Paris pra Mim aproveitamos esse momento de reclusão forçada para trabalhar e produzir! E como nosso leitor número um, você será um dos primeiros a saber o que estivemos fazendo.






Um livro-guia para o Museu do Louvre, em fase de conclusão







Um Manual de Sobrevivência com tudo o que você precisa para sua viagem a Paris que inclui como usar o metrô, dicas de segurança, o que fazer em caso de emergências de saúde, o que trazer na mala, aplicativos úteis, além de outras informações preciosas;









Um livro-guia para o Château de Versailles, para ir muito além do Palácio do Rei Sol, já pronto para ser lançado (aguarde novidades para muito breve!)











Além disso tudo, ainda teremos o lançamento do canal da Paris pra Mim no Youtube!


Pois é, esses últimos meses foram bem produtivos e estamos muito felizes de dividir essas novidades com você.


E como a felicidade aumenta quando é compartilhada, pedimos que você compartilhe essas novidades com seus amigos que adoram viajar e que vão gostar de receber as melhores dicas de viagem e de Paris. Vamos juntos espalhar as boas novas!


Com Amor,

Vera Jordão

Paris pra Mim


0 visualização