As mulheres notáveis de Paris

Religiosas, espiãs, modelos, estilistas.... isso só para citar uma das facetas dessas mulheres incríveis que marcaram Paris e o mundo!

A Liberdade guiando o povo (La Liberté guidant le peuple)

Santa Geneviève, padroeira de Paris

​​Este é o nome a dado a esta ilustre mulher religiosa que viveu entre os anos 423 e 512. Em 451, com somente 28 anos, ela é nomeada "padroeira de Paris". E foi graças à sua liderança e às sua orações que Paris escapou da invasão dos Hunos. Foiem sua homenagem que foi batizada a montanha Sainte Geneviève, a famosa colina que domina o Quartier Latin.



A Condessa de Castiglione, espiã e pioneira da fotografia 



A italiana Virginia de Castiglione era a amante de Napoleão III e, portanto, conhecia todos os segredos da política francesa. Sua beleza fez dela uma sensação na corte parisiense. Espiã antes de tudo, ela foi também modelo para cerca de 500 fotografias realizadas durante uma colaboração de quase quarenta anos com o fotógrafo da Corte Imperial. Em uma época onde a fotografia de moda ainda nem existia, Virginia já era original e muito criativa!





Coco Chanel, a parisiense mais elegante da época

© Boris Lipnitzki / Roger-Viollet


Coco Chanel abriu sua primeira loja em Paris, em 1910. Suas coleções foram um sucesso imediato e todas as parisienses descoladas da época somente vestiam suas peças. Ela causou uma pequena revolução no estilo e inventou uma moda mais relaxada, liberando o corpo feminino das mangas bufantes, das rendas e bordados e dos exagerados fru-frus. Um ícone de beleza e elegância até hoje!


Kiki Montparnasse, musa dos artistas parisienses

Kiki teve um grande papel na inspiração dos artistas parisienses dos anos 20 e 30. Ela era modelo de pintores e escultores do porte de Modigliani, Foujita, entre outros. Inspirou Man Ray na sua célebre fotografia Le Violon d´Ingres. Para ganhar a vida, fazia de tudo: era atriz, cantora, dançarina e pintora. Seu look era indefectível: cabelo em estilo "tigela", lábios marcados e olhos esfumados.


Agradecemos a todas as belas mulheres, parisienses e do mundo, que se destacaram, e lutaram por seu espaço, e em especial a você, mulher, que nôs lê agora! Merci mille fois!


Fonte: Paris Safari


PS: este artigo faz parte da Newsletter Paris pra Mim. Se você gostou, inscreva-se para receber textos legais como este em primeira mão! Afinal, Paris cabe na sua caixa de entrada!


#pariscultural