ok - Os relógios e Paris

Poucos sabem que Paris é a cidade francesa que tem o maior número de relógios solares. São mais de 120 espalhados pela cidade (exceto no 17eme.) A maioria indica as horas solares, outros são apenas decorativos ou não funcionam mais. Eram por esses relógios que os sinos das igrejas se baseavam para começar a tocar e que os relógios pessoais eram acertados. Muitos possuem inscrições filósoficas em suas bases, como "Aproveite a vida enquanto é possível" ou "Enquanto me olhas, tu envelheces"...

Há inclusive um relógio solar assinado por Salvador Dalí, no 27 Rue Saint-Jacques. O relógio representa um rosto feminino, emoldurado por uma concha, com suas sobrancelhas formando os raios solares. Esse relógio foi inaugurado pelo próprio Dalí, em seu estilo mediático característico, em 1966.

Não estranhe, entretanto, ao encontrar algum desses relógios e perceber que a hora exibida é diferente da do seu relógio ou smartphone. Para se calcular a hora por eles é necessário usar uma equação de tempo ou de tempo médio (o dia muda de acordo com as estações do ano), a longitude e o fuso horário (considerar horário de verão e de inverno).

Alguns desses relógios indicam apenas as horas da manhã, outros indicam apenas as horas da tarde e nada é indicado à noite ou em dias nublados....

O primeiro relógio público mecânico foi oferecido à população parisiense nos anos de 1370 pelo rei Carlos V. Era um luxo para a época, pois permitia, enfim, saber as horas mesmo à noite ou durante os dias encobertos. Além disso, ele ainda soava as horas! Pessoas vinham de longe para admirá-lo.

Graças às inúmeras restaurações sofridas ao longo dos séculos (a última em 2011), podemos ainda admirar essa obra de arte, que é o primeiro e mais antigo relógio de Paris. Note as estátuas que o ladeiam: a Lei, à esquerda, e a Justiça, à direita.

Endereço: na esquina do boulevard du Palais com o quai de l´Horloge, 1er.


Fonte: Curiosité de Paris - Dominique Lesbros

0 visualização